8 de setembro de 2014

Do lado de cá


E com as flores do campo, eu lhe disse olá. Ele do lado de lá e eu do lado de cá. Mesmo sem lhe ver, eu também lhe disse olá. E mesmo sem lhe sentir, iniciei a conversa. E mesmo sem conhecê-lo, eu caí no papo dele. E mesmo querendo não estar ali, eu comecei a perguntar. E mesmo sem querer estar ali, eu comecei a responder.

E mesmo não querendo ir embora, eu fui. E mesmo eu não querendo que ele fosse embora, ele foi. E mesmo eu querendo voltar, eu não voltei. E mesmo eu querendo que ele voltasse, ele não voltou. E mesmo que todo mundo nos dissesse que nosso relacionamento era um beco sem saída, eu não ligava. Eu só queria viver intensamente aquilo que nem deixaram começar.

6 de setembro de 2014

Desculpas, desculpas e mais desculpas...


Acho que o acúmulo de provas, trabalhos, afazeres e todas essas coisas presentes no mundo real não justificariam nem metade da falta de postagens do blog. Eu sei, eu sei... Isso realmente é deprimente! Mas não foi a falta de tempo que me afastou do computador; foi a falta de uma vida social. A saudade de passar a madrugada assistindo séries e filmes ao invés de visitar blogs e atualizar o facebook. Foi a ânsia da diferença que falou mais alto, entendem?

É claro que eu senti falta de vocês, poxa! E é por isso que eu voltei: abandonar o blog, mesmo que por um curto período, não estava nos meus planos. Eu apenas queria deixar de lado algumas coisas e acabei me apaixonando, mais uma vez, pela vida que tenho aqui fora. Amigos, família... Tudo meio que ficou para trás quando se tornou rotina chegar da escola e ligar o computador. A gente acaba perdendo muita coisa boa aqui fora por causa de uma máquina, não é?

Tudo voltará ao normal; é só uma questão de tempo e de organização. Estou com saudade de fotografar, estou com saudade de compartilhar meus gostos, meus livros, minhas experiências e minhas novidades com vocês. É só ter mais um pouquinho de paciência que logo tudo se ajeita!